A Sony começa a venda de cameras de alta definição domésticas no Brasil.
            O primeiro modelo é o HDR-SR5, que além de HD (High Definition) também é HDD (Hard Drive 40GB), ou seja, não usa nem fita nem DVD.
            É o começo de uma aceleração rumo a alta definição, não mais como futuro, mas como o presente. Um marco histórico onde ocorrerá a revolução da revolução, muito maior do que foi do VHS/S-VHS para o DV.
            Mesmo se tratando de camera domestica promete uma resolução surpreendente, especialmente se utilizado com as conexões e TVs adequados como a conexão HDMI, e em TVs LCDs respectivamente.
            O formato de arquivo é o AVCHD, uma compressão maior que o HDV, o que significa um pouco menos qualidade mas certamente imperceptível para o público a que se destina. Permite gravar em standard definition (qualidade DVD), aumentando bastante o tempo disponível de gravação.
             A camera também incorpora a função foto para capacidade de até 4 megapixels, armazenada em cartão de memória. Capaz de tirar fotos mesmo durante uma gravação.
             É para uso doméstico mesmo, sem entrada de microfone externo e sem saída para headphone. Então apesar da ótima qualidade de imagem que deve fornecer não dá muito para aplicá-la a uso semi-profissional.
             Custo aproximado de R$ 4,500,00.

Italo Valerio