CDROM Multimídia PNEDH foi lançado no Fórum Mundial da Educação em SP

 
[13/09/2007] 

   A REDH-RN está participando no Fórum Mundial de Educação em Mogi das Cruzes (São Paulo)

 
Antonino Condorelli
Da Redação
 
          A Rede Estadual de Direitos Humanos do Rio Grande do Norte (REDH-RN), no Nordeste do Brasil, participou do Fórum Mundial de Educação, que aconteceu nestes dias em Mogi das Cruzes (São Paulo), através do coordenador do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP) de Natal, Roberto de Oliveira Monte, e o Presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos do Rio Grande do Norte (COEDHUCI-RN), Aluízio Matias dos Santos.
         Na quinta-feira, 13 de setembro, os representantes da REDH-RN no Fórum realizaram o lançamento do CD-ROM Multimídia Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos (PNEDH), que aconteceu às 15:30 na Sala de Audiovisual da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). O CD-ROM, produzido pela REDH-RN e parte do material que será utilizado como subsídio nas Caravanas de Educação em Direitos Humanos que acontecerão em municípios-pólo do Rio Grande do Norte para a construção do Plano Estadual, disponibiliza o PNEDH em três versões (documento de Word, .PDF e HTML) e conta com aprofundados comentários em vídeo do ex-Ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) da Presidência da República, Nilmário Miranda, do professor da Universidade do Rio dos Sinos (Unisinos) e emiente estudioso brasileiro de direitos humanos, Solón Viola, e da ex-Coordenadora da Área de Educação da SEDH e professora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Maria de Nazaré Tavares Zenaide. Além disso, através do CD-ROM é possível acessar ao maior e mais completo Banco de Dados sobre direitos humanos e cidadania que existe em língua portuguesa, o do portal DHnet – Rede Direitos Humanos e Cultura.

tela-pnedh1

 

              A programação e produção multimídia do CD-ROM foi criada e desenvolvida por Italo Valerio. Menus com animações, acessos interativos a textos e videos, acesso personalizado à internet e outros recursos de pesquisa. 

 
 
 
 
FÓRUM MUNDIAL DA EDUCAÇÃO – RESUMO
 

        Mogi das Cruzes se transformou nesta quinta-feira (13/09) na capital mundial da Educação. Até domingo, professores e estudantes de todas as partes do mundo estarão na cidade debatendo propostas para a formatação de uma plataforma mundial que objetiva, entre outros itens, oferecer ensino público de qualidade para todas as pessoas, independentemente de raça, credo, cor e classe social. Organizado em conjunto pelos 11 municípios do Alto Tietê, o Fórum Mundial da Educação reuniu em sua abertura mais de 20 mil pessoas no Ginásio Municipal de Esportes e no seu entorno. “Ver este Ginásio completamente tomado por educadores enche o nosso peito de esperança e alegria. A educação é a base daquilo que nós buscamos: um mundo melhor, com oportunidades iguais e mais justas para todos”, ressaltou o prefeito de Mogi das Cruzes, Junji Abe.

        Ele destacou que o evento é um momento riquíssimo para toda humanidade, pois cada educador que participar de qualquer uma das centenas de mesas temáticas que serão realizadas até domingo receberá uma carga fantástica de informações e conhecimentos. “Ao voltar ao seu país, estado ou região, esse profissional irá aplicar em seu cotidiano todas as experiências positivas que ele teve a oportunidade de conhecer”.

       O camaronês Pierre Founkoua, do Conselho Internacional do Fórum Mundial de Educação, destacou que a região do Alto Tietê pode ajudar e muito no desenvolvimento das políticas públicas do setor em outras partes do mundo. “O dia 13 de setembro de 2007 ficará marcado na história. Este movimento representa a luta pela justiça social em todo o mundo. Ainda temos muitas regiões do mundo, como os países da África que não possuem a força que tem o Alto Tietê”.

       Para Erasto Fortes Mendonça, coordenador Geral de Educação em Direitos Humanos da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, o Fórum Mundial é uma ferramenta imprescindível para “combater a todo tipo de violação que impede crianças e adolescentes de freqüentarem a escola pública”.

       Ele também ressaltou a relevância do tema abordado pelo Fórum Mundial de Educação Alto Tietê: Educação: Protagonismo na Diversidade. “Este tema está bem ligado aos interesses de nossa secretaria, que tem a função de articular políticas públicas em todas as esferas da sociedade. Esta edição, em Mogi das Cruzes, está colhendo o resultado de experiências anteriores ao reunir militantes em prol da causa da educação”, comentou.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s