[13/09/2007] 

   A REDH-RN está participando no Fórum Mundial de Educação em Mogi das Cruzes (São Paulo)

 
Antonino Condorelli
Da Redação
 
          A Rede Estadual de Direitos Humanos do Rio Grande do Norte (REDH-RN), no Nordeste do Brasil, participou do Fórum Mundial de Educação, que aconteceu nestes dias em Mogi das Cruzes (São Paulo), através do coordenador do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP) de Natal, Roberto de Oliveira Monte, e o Presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos do Rio Grande do Norte (COEDHUCI-RN), Aluízio Matias dos Santos.
         Na quinta-feira, 13 de setembro, os representantes da REDH-RN no Fórum realizaram o lançamento do CD-ROM Multimídia Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos (PNEDH), que aconteceu às 15:30 na Sala de Audiovisual da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). O CD-ROM, produzido pela REDH-RN e parte do material que será utilizado como subsídio nas Caravanas de Educação em Direitos Humanos que acontecerão em municípios-pólo do Rio Grande do Norte para a construção do Plano Estadual, disponibiliza o PNEDH em três versões (documento de Word, .PDF e HTML) e conta com aprofundados comentários em vídeo do ex-Ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) da Presidência da República, Nilmário Miranda, do professor da Universidade do Rio dos Sinos (Unisinos) e emiente estudioso brasileiro de direitos humanos, Solón Viola, e da ex-Coordenadora da Área de Educação da SEDH e professora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Maria de Nazaré Tavares Zenaide. Além disso, através do CD-ROM é possível acessar ao maior e mais completo Banco de Dados sobre direitos humanos e cidadania que existe em língua portuguesa, o do portal DHnet – Rede Direitos Humanos e Cultura.

tela-pnedh1

 

              A programação e produção multimídia do CD-ROM foi criada e desenvolvida por Italo Valerio. Menus com animações, acessos interativos a textos e videos, acesso personalizado à internet e outros recursos de pesquisa. 

 
 
 
 
FÓRUM MUNDIAL DA EDUCAÇÃO – RESUMO
 

        Mogi das Cruzes se transformou nesta quinta-feira (13/09) na capital mundial da Educação. Até domingo, professores e estudantes de todas as partes do mundo estarão na cidade debatendo propostas para a formatação de uma plataforma mundial que objetiva, entre outros itens, oferecer ensino público de qualidade para todas as pessoas, independentemente de raça, credo, cor e classe social. Organizado em conjunto pelos 11 municípios do Alto Tietê, o Fórum Mundial da Educação reuniu em sua abertura mais de 20 mil pessoas no Ginásio Municipal de Esportes e no seu entorno. “Ver este Ginásio completamente tomado por educadores enche o nosso peito de esperança e alegria. A educação é a base daquilo que nós buscamos: um mundo melhor, com oportunidades iguais e mais justas para todos”, ressaltou o prefeito de Mogi das Cruzes, Junji Abe.

        Ele destacou que o evento é um momento riquíssimo para toda humanidade, pois cada educador que participar de qualquer uma das centenas de mesas temáticas que serão realizadas até domingo receberá uma carga fantástica de informações e conhecimentos. “Ao voltar ao seu país, estado ou região, esse profissional irá aplicar em seu cotidiano todas as experiências positivas que ele teve a oportunidade de conhecer”.

       O camaronês Pierre Founkoua, do Conselho Internacional do Fórum Mundial de Educação, destacou que a região do Alto Tietê pode ajudar e muito no desenvolvimento das políticas públicas do setor em outras partes do mundo. “O dia 13 de setembro de 2007 ficará marcado na história. Este movimento representa a luta pela justiça social em todo o mundo. Ainda temos muitas regiões do mundo, como os países da África que não possuem a força que tem o Alto Tietê”.

       Para Erasto Fortes Mendonça, coordenador Geral de Educação em Direitos Humanos da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, o Fórum Mundial é uma ferramenta imprescindível para “combater a todo tipo de violação que impede crianças e adolescentes de freqüentarem a escola pública”.

       Ele também ressaltou a relevância do tema abordado pelo Fórum Mundial de Educação Alto Tietê: Educação: Protagonismo na Diversidade. “Este tema está bem ligado aos interesses de nossa secretaria, que tem a função de articular políticas públicas em todas as esferas da sociedade. Esta edição, em Mogi das Cruzes, está colhendo o resultado de experiências anteriores ao reunir militantes em prol da causa da educação”, comentou.