Quem pôde estar à frente de um aparelho de TV HD e receber os primeiros sinais da nova tecnologia deve ter se sentido como quem viu, a algumas décadas, as primeiras imagens em cores.
              Do ponto de vista do telespectador, a primeira e principal observação, sem dúvida é a nitidez. Mas isso é mais notado por pessoas fanáticas por tecnologia de imagem, fotografia, olhos treinados que observam as curvas, as nuances, o contorno e texturas não reproduzidas pelo sistema analógico de transmissão ou reproduzidas por um DVD.
              Uma pessoa me exclamou " mas eu não vi diferença nenhuma, vc viu? ". Dá pra tirar daí que há um bom caminho pela frente até que possa-se entender o processo que leva a HDTV  (High Definition TV).
              Como toda tecnologia que inicia, estamos na fase de encantamento, fase em que vemos todas as vantagens mas sem a experiência prática do dia a dia.
              Então o que muda?. Vamos começar resumindo com uma palavra: "TUDO". Como mudar de moto para carro, nada da moto serve para o carro. Nem o motoqueiro se não souber dirigir  .
              Antes de começar, vamos conferir algumas características importantes para que voce não se enrole na sopa de letras da tecnologia digital como um todo.
 
* A qualidade Standard, a que usamos hoje, é conhecida como 480. Padrão do DVD.
* A qualidade HDTV se divide basicamente em duas: 720 e 1080.O 720 tem menos qualidade e ocupa menos espaço, o 1080 tem mais qualidade mas ocupa mais espaço de memória.
* O padrão 720, pra que apareça completa na tela, precisará de um sistema que tenha chips não só compatíveis como sejam capazes de passar tudo sem perder nenhum pixel, nem fazer conversões internas, e que mandem a resolução de 1280×720 pixels para a tela.
* Da mesma forma, o padrão 1080 exige ainda mais tecnologia, capacidade para trabalhar com 1920×1080 pixels para a tela.
 
              Agora está fácil, pra ter HDTV de verdade eu preciso de: Emissoras fazendo e transmitindo programas em HD 1080, um aparelho de TV HDTV 1080 (chamadas de Full HD) com sintonizador digital já dentro ou com o set top box (caixinha do lado de fora) ligado na antena que precisa ser do tipo UHF. Jóia!…
              … Nem tanto, o perigo mora ao lado. Buscando baixos custos, alguns set top boxes são conversores de HDTV para SD 480, ou seja, a imagem vai ficar do mesmo jeito, deve melhorar algo, mas não será HDTV de fato. Ele "entende HDTV (coisa que seu tv antigo não entenderá) e passa para o jeito que seu tv entende que é o atual sistema analógico.
              Uma dúvida de um internauta, "Como assistir TV digital com placa de captura". Resp: As atuais placas de captura de tv são feitas para assistir TV analógica e não possui circuitos que permitam conversão. Para captar TV digital somente uma placa de TV para TV digital. Existem modelos USB de baixo custo, no entanto o sinal é de qualidade para celular, ou seja, a imagem no seu monitor não será de alta definição. É esperar para ver o lançamento de novos dispositivos.
              Caso a caso, vamos ver o que precisa e as atenções necessárias para que voce tenha HDTV.
 
              Atenção antes de decidir o investimento.
              Mesmo para quem já possui o sinal HDTV no ar, o desepero em trocar tudo pode ser adiado de acordo com suas possibilidades, sem necessitar inverter ordens de prioridades na familia. A previsão é que teremos mais 8 anos o sinal analógico no ar.
              Também 8 anos, digo até bem menos que isso, talvez 2 ou 1, a indústria irá apresentar aparelhos muito mais sofisticados, resolvendo as atuais limitaçoes das TVs LCD (constraste, tempo de resposta, luminosidade) e plasma (resolução, desgaste) atuais e que sabe a chegada de aparelhos do tipo OEL (Organic Electroluminescence – Eletroluminescência Orgânica) também chamada de OLED (acham pouco e ainda inventam sinônimos) que reúne as melhores características das duas atuais e até supera.
 
                 TV LCD não é sinônimo de HDTV.
              Alguns aparelhos de TV LCD nas lojas, são apenas TVs comuns com tela LCD, especialmente as de 19, 20, 22 polegadas que parecem retangulares mas no centro há uma tela quadrada, preste atenção, a menos que de fato queira um TV LCD sem pretensão de assistir HDTV.
              As wide de 26" acima, em sua maioria até são compatíveis com sinal HD, através de suas entradas Componente e HDMI, quer dizer, não sintonizam, ou melhor, não basta colocar a antena pra assistir alta definição. Voce precisa comprar a tal da caixinha (Set Top Box).
              Revisando o citado anteriormente, a plena capacidade HDTV é alcançada com telas LCD ou plasma que possuam 1920×1080 pixels, ou seja, 2 milhões de pontinhos aproximadamente. A maioria hoje possui LCD: 1366×768 e Plasma: 852×480 podendo ser encontrada com 1024×768 pixels.
 

                 Pra quem não quer esperar
              Avaliando as demonstrações de TVs disponíveis agora, especialmente para fora do eixo RJ/SP que o sinal HDTV demorará um pouco mais, e, gosta de imagens definidas até nos canais de TV, uma das que recomendo são as LCDs Gradiente. Porque?, esses TVs digitais funcionam, praticamente, como computadores com placas de captura que jogam no monitor as imagens. Nem todos os TVs possuem uma boa "captura" que resulta em imagens extremamente borradas, apanhando feio para TVs de tubo com boa resolução (Wega por ex.). A Gradiente via antena com boa captação consegue reproduzir com boa clareza detalhes dos rostos dos personagens, texturas das roupas e coisas assim. Com base nessa característica, a priori eu colocaria em ordem de escolha : Gradiente, LG e modelos recentes Samsung. A Samsung antes dessa variante lançada, tinha problemas sérios de qualidade de imagem por canal de TV.
              Com certeza não demora muito a sairem os TVs com sintonia interna HDTV (sem precisar de caixinha), quem quiser economizar vai encontrar com baixos preços os TVs de agora.
               O tipo Plasma é indicado para ambientes muito iluminados, caso de restaurantes por exemplo. Aí, a LG manda bem com os modelos com😄. Quando colocado sinal HD impressiona e faz-se pensar ser LCD pela resolução que apresenta. Lembrando que plasma consome mais energia.
                  Lógico que quem está bem neste final de ano, vai de Full HD, e aí nem cabe mais tantos comentários, tamanhos acima de 40" resolução de babar, nem sempre com canal analógico mas com características técnicas coerentes com esse nível de equipamento.
 
                Para o futuro – Manutenção

             Ao contrário dos TVs de tubo, que queimava tudo menos ele, o tubo, os TVs LCDs, Plasma e o que vier, terão a tela como principal fonte de problemas. Pixels que apagam ou ficam acesos direto, e em alguns casos, tarjas inteiras. A frase "se passar a mão apanha !" vai ser estendida para crianças, donas de casa e secretárias do lar pois a tela chega a custar mais que o aparelho todo. Bem ao contrário de um 29" de tubo, de uma tia, que virou por cima da quina da cama, com estante e tudo e só trincou um pouquinho o plastico, imperceptível, um LCD na mesma situação poderia causar sérios danos a quem estivesse próximo. Confuso
 
              … (continua…)
 
Italo Valerio