Postada em 31/05/2010

        Assisti o duplo DVD de This Is It. Quem registrava o making of não imaginava nunca que algo tão terrível pudesse acontecer, em muitos momentos dá pra ver a montagem da música com cenas de diferentes dias, um trabalho árduo pra recuperar o ultimo show de MJ que somente integrantes da equipe teriam visto, não fosse o empenho de todos em criar o DVD This Is It, não teríamos nem imaginado o que eles preparavam para os felizardos que iriam ver.
        Não dá pra não se emocionar com o que eles estavam preparando para a música "Earth Song" e o que planejaram para acontecer no palco.
        Mas realmente uma das falas que surpreendem é no disco 1, quando Michael Bearden (tecladista) relembra um diálogo com MJ em que fala sobre precisar ser humilde nessa vida "…Não quero que Deus tire nossos dons, se não formos humildes ele vai fazer isso. Usamos nossos dons juntos para que outros descubram quais são os dons deles…"
        Vale a pena ter o DVD original, livre dos ruídos que os piratas tem.

Postada em 31/05/2009:


          É estranho o conjunto das sensações com a perda do astro. Um nível de tristeza semelhante a pessoas próximas, uma lamentação sobre quanta coisa ele tinha pra fazer. Mas isso é justificável, a música dele está afinada com nossas boas lembranças, momentos da nossa infância, adolescência e fase adulta.

          Vejo o termo "artista completo" muito além do dançarino, compositor e cantor.
          Com a chuva de documentários surgiram ainda mais habilidades do artista.
          Era um grande negociador a exemplo da compra do Rancho Neverland, conseguiu 50% do valor cobrado.
          Era extremamente disciplinado, era patrão e empregado de si.
          Quando reuniu seu fascínio por TV e cinema com a música, achou a fórmula que encantou, especialmente pessoas como eu que nessa época vibrava com a chegada dos Home Theaters com TVs de alta qualidade e som surround.
          Foi o artista que reuniu os profissionais certos de fato. Tanto que dezenas de anos depois não dá pra achar o clipe de Thriler como padrão trash comparado a produções com novas tecnologias de hoje. Tudo bem que tiveram pouco tempo, e nem tanta verba assim, mas a homenagem que foi ao ar no Fantástico não lembrava nem de longe as maquiagens originais. Significa que até fazer CONTROL+C e CONTROL+V das obras dele é difícil.
          Tinha tudo muito bem planejado, um marketeiro de mão cheia. Com a ajuda dos empresários e muita visão era dos poucos que aqui no Brasil parava boa parte do Fantástico, canais como FOX e outros para os lançamentos de seus mega-clipes.
          Era tão preparado para o futuro que até seu jazigo já estava comprado por ele mesmo.
 
 
          E as críticas pra ele?, só porque ele morreu agora é bonzinho?. 
          Vejamos então. Se aqui pertinho, na sua vida sem fama, voce fizer 99% já será julgado e criticado duramente pelos 1%. Imagine Ele. Não acho que ele seja santo, ninguém é, porém ele foi quem enviou 200 milhões para fome na África, puxou a onda de shows beneficentes com o clipe "We are The World", sem falar nas inúmeras músicas alertando para questões ambientais e humanísticas. De cara ele foi mais competente que os governos dos EUA que só mandavam bombas pra outros países.
          Agora que partiu, surge um dos garotos que denunciou MJ pedindo desculpas pela chantagem afirmando ter sido manipulado pelos pais.
 
          Estamos falando de MJ mas é claro que não se esquece o que Bono e U2, Sting,  e outras figuraças dessa época ainda fazem.
Todas as informações destes comentários foram colhidas de fontes oficiais (TVs, Sites de notícias, jornais, revistas)