Apenas um pedido …

 

Segundo a imprensa, esta é a maior seca em mais de 30 anos.  Muitos não conseguem perceber a gravidade deste dado.

Fala-se em mais de 10 mêses de estiagem, só até agora são mais de 300 dias sem chuva.

O gado precisa de 45 litros de água por dia, cada um para sobreviver, um ser humano precisa de 2 litros, uma familia com 5 pessoas chega a necessitar de 10 litros por dia, em 10 dias 100 litros. O que você faria se só tivesse 1 litro para sua familia?.

Um carro pipa chega a custar R$ 120,00 e dura poucos dias.

É comum na mídia surgirem campanhas de doação do nordeste para o sul/sudeste, mas muito raramente o inverso.  Reflitam todos sobre isso.

Um documento muito interessante relata de forma bastante aprofundada as questões políticas e sociais que afetam diretamente a vida das pessoas.

Educação no contexto do semi-árido brasileiro – Fortaleza, Ceará – 2004

@padredjacy
Este curta é homenagem ao Padre Djacy da Paraíba ( @PadreDjacy ), que tenta nas redes sociais seu grito de socorro, mas o máximo que vem conseguindo são minguados retweeters. Se clicar em “retweetar” custa tanto, o que esperar dessa sociedade?

As cenas foram obtidas expontâneamente, nenhum sinal ou ensaio foi realizado durante as gravações.

As árvores que aparecem ainda com folhas verdes são das poucas resistentes a longos períodos de seca (Xerófilas), mas o solo e as folhas caindo denunciam o estado crítico. Uma luta incansável da natureza pela sobrevivência.

O tanque mostrado nas cenas, em que os animais buscam água, revelará pelo que eles brigam. Durante as gravações a curiosidade em ver o que tem dentro daquele tanque me surpreendeu.

Este município onde foram gravadas imagens fica a apenas 60km do litoral e era das poucas regiões afetadas de forma tão brutal pela seca. Tente imaginar as mais distantes.

Este curta não é obra de ficção, É REAL e está acontecendo agora em vários municípios do Brasil.

Estatísticamente é lenda que redes sociais são ferramentas revolucionárias, elas são sim ferramentas de entretenimento e ócio.

Basta conferir o número de seguidores da @Casadobem, @PadreDjacy, @PNUMABrasil, @amico_rn, @gaccrn, @CACCST, @FacaDiferenca, encontrando-se raríssimos casos que passam pouco de 100mil: @FundacaoAbrinq, @caosemdono, @GreenpeaceBR, ao passo que alguns perfis de bobagens superam 1 milhão.

Não bastasse isso, a reação inerte dos internautas para as causas sociais, retweetar uma campanha solidária parece ser uma vergonha, mas campanhas falsas do tipo “cada compartilhamento dá R$ 0,05 à criança” é fartamente espalhada numa clara e notória exposição de um fato, a ingenuidade e despreparo do internauta brasileiro, preguiça de pesquisar.

O tempo muda, as coisas da realidade acontecem mas a mente permanece no passado, inerte. A seca é igual em todos os anos, “é comum”, “é normal”.

 

Italo Valerio

 

 

 

Anúncios

Menções Honrosas – Youtube

Alguns videos que alcançaram menções honrosas no Youtube

              Menções Honrosas são indicativos estatísticos de visitação, avaliação e adições a favoritos no Youtube entre os 100 melhores subdividido em categorias (do dia, da semana, do mês, do ano, de todos os tempos, local ou global…).

É um indicador difícil de obter dada a movimentação de vídeos diversos entrando numa escala atual de 48hs/min.

É um conjunto de fatores ligados desde a linguagem, passando pela tecnológica aos procedimentos de marketing online.

O Youtube combate duramente as tentativas de fraude e não aceitam que uma pessoa avalie mais de uma vez, por exemplo.  Através do IP o sistema detecta tentativas de aumentar a audiência, e confirmado, há probabilidade do vídeo e até o canal ser extinto.

.      As posições mudam freneticamente até novos vídeos (48hs/min) irem tomando a audiência (ou não).

.      Não se consegue menção honrosa, ela é uma conquista pois os espectadores não tem compromisso nenhum com o autor e sim com seu gosto e motivações pessoais para se manter indiferente ou reagir pra comentar, avaliar, favoritar etc.  Estamos falando de um universo de mais de 3 Bilhões de vídeos concorrendo em audiência com o seu diáriamente.

Não é tão fácil prever que determinado vídeo alcançará destaque o suficiente para disparar a indicação mas nota-se que dificilmente um vídeo feito pra TV alcança menção honrosa, basta navegar nos inúmeros programas e comerciais de TV, especialmente os locais, para notar que em boa parte não obtém nem 100 visualizações no mês além de não terem nenhuma reação como avaliação, comentário ou adição a favoritos. As exceções estão, claro, em vídeos copiados vindos de mídias que já tem um longo histórico de grande audiência (novelas, filmes de grandes produções, cantores(as) e grupos de grande sucesso etc).

Quando fenômenos acontecem, como foi o caso do VT da Nissan “Pôneis Malditos” logo viram objeto de palestras, seminários, teses, teorias, polêmicas e sobretudo quantos visualizações alcançaram no Youtube.

Considerando produções profissionais, o Youtube e demais portais de compartilhamento de vídeos (Vimeo, Videolog, VideoYahoo, Revver, blipTV, Dailymotion etc) não dispõe de ferramentas para detectar o que mais as pessoas gostaram no vídeo, se das imagens, do texto e mensagem, do roteiro, da edição, da pós-produção, emfim, também é muito vago dizer que gostaram “do contexto em geral”.

.        O inverso também é verdadeiro, ou seja, quando alguém se motiva a clicar “Não gostei” não se sabe do que exatamente não gostou. Em um vídeoclipe as imagens podem ser belíssimas, a qualidade sonora, mas de repente não gostaram da letra, ou qualquer outro motivo. Há muitos casos de cantores(as) internacionais com alguns clipes  com mais avaliações negativas que positivas. Então, de certa forma, o tamanho da produtora cinematográfica, as tecnologias usadas, lentes, figurinos e toda pompa não garantem boas avaliações.

.     Não há mecanismos conhecidos para rastrear quem positivou (“gostei”) ou negativou seu vídeo (“não gostei”). Antes de 2010 o método era com 5 estrelinhas, quanto mais acesas melhor estava avaliado, era melhor pois assim níveis de avaliações permitiam uma média mais suave pra análise. Hoje só 3 condições existem indiferente (não clica em nada), gostei e não gostei. Portanto mantenha os invejosos e inimigos longe de seus vídeos rsrsrsrsrsrs.

Por isso produzir um audiovisual para internet profissionalmente está muito, mas muito além do ditado “uma câmera na mão e uma idéia na cabeça”.

Alguns destaques ocorrem sem grandes pretenções caso desse teste de vídeo HD em 2006 sobre aeromodelismo com apoio do clube UNA em Natal com quase 85.500 visualizações até esta edição.

HDV – High Definition demo-aeromodelismo( aeromodelling )UNA

http://www.youtube.com/watch?v=S9y_ddL6-_k

Mais raro que ter um vídeo com menção honrosa é ter o canal indicado. No histórico de meu canal apenas uma vez foi alcançado, pode-se dizer, esta honraria, foi em dezembro de 2008.

Recente vídeo postado de uma pousada em Natal alcançou não uma, mas 8 menções honrosas. Com diversos vídeos postados, cliente perguntou como se conseguiram essas menções honrosas, respondi que não se consegue,  se conquista, trata-se de todo um conjunto de conhecimentos unidos para aumentar estas chances.  Parabéns a equipe de produção e marketing.

8 Menções Honrosas Ponta Negra

A 30 dias de postado, este mesmo vídeo permaneceu ainda com 3 Menções Honrosas, não entre os 100 mas entre os 50 nas categorias favoritados e comentados. Para permanecer com esta indicação após os 30 dias ele teria de estar entre os 100 melhores do ano e nesse caso a concorrência é com vídeos de altíssima audiência associados a outras mídias de alto poder de disseminação em massa como TVs nacionais ou envolvido em grandes polêmicas, virais etc .

Entre os 100 melhores do Youtube durante um mês

Assistir: www.youtube.com/watch?v=uB0dnjVJACk

Algumas das menções honrosas conquistadas e registradas podem ser conferidas no álbum do Flickr:

Menções Honrosas – Youtube

 http://www.flickr.com/photos/italovalerio/sets/72157627579488740/

Italo Valerio

Twitter: @italovalerio

Conheça as palestras e cursos relativos a produção audiovisual e videos online.